Os panos dos sexos

Convém dizer que aproveitei a ida duma amiga brasileira para a Europa para ficar um mês no apartamento dela. Estou a dividi-la com uma outra amiga dela, que chegou uns dois dias depois de mim e, durante a mudança, me pergunta
Jorge, você sabe se tem pano de prato?
Como assim, pano de prato? Para enxugar a louça?
Isso.
Havia um em cima da torneira
- e vou andando para lá.
Não, esse é de limpar a pia.
Tens razão. Então, mas... - procurando nos recantos de uma casa ainda meio desconhecida - olha tantos aqui ao lado destas esponjas!
Não, Jorge, esses são panos do chão.
Ok... mas estão lavados e secos. Para uma emergência...
Imagina. Não é complicado, amanhã eu compro um. Custa só uns cinco reais!
Hmmm, mas espera! O fogão estava fechado e tinha uma cafeteira por cima. Ora, sob a cafeteira estava este pano, que poderia perfeitamente...
Jorge, esse pano é decorativo. É de viscose, não absorve.

e esse é o momento em que solto um desanimado
Mulheres!
precisamente ao mesmo tempo que ela solta um sentido
Homens!
e fomos cada um para o nosso respetivo quarto chorar.

Um comentário:

  1. [...] nas alturas só me faria dor de ouvidos. Mas, voltando, a minha colega era muito boa pessoa e ensinou-me, entre outras coisas, qual a configuração ideal de um pano de prato. Agradecer-lhe-ei para todo o sempre, se bem que continue a não entender muito bem porque é que [...]

    ResponderExcluir

Comente aqui...