Voltar a São Paulo: as novidades

Haddad tomou posse, substituindo Kassab na prefeitura de São Paulo. Segundo as notícias, ele vai ter de subir os transportes 30 centavos, porque o Kassab não fez a atualização que deveria ter feito o ano passado. O fato de ter havido eleições no ano passado não é pura coincidência.

Cheguei ontem e reparei que não há mais sem-abrigo a dormir por baixo do Minhocão. Mas, aqui e ali, há uns tipos sentados em cadeiras de praia. Perguntei ao porteiro do meu prédio se ele sabia o que tinha acontecido. Os sem-abrigo foram postos a andar ontem ou anteontem. Provavelmente, meteram-nos num ônibus e levaram-nos para Interlagos. Já não seria a primeira vez. A diferença é os tipos nas cadeiras, que agora estão lá para fiscalizar que mais ninguém se venha abrigar por baixo do viaduto. O fato de o candidato que ganhou as eleições ter tomado posse no 1 de Janeiro também não é pura coincidência.

Um comentário:

  1. [...] Fui injusto para Haddad. Aparentemente, ele ter tomado posse no 1 de Janeiro e, mais ou menos pelo mesmo dia, os sem abrigo à frente da minha casa terem desaparecido foi mesmo uma coincidência. Foi uma falha minha não ter percebido logo que os “seguranças” de cacetete que agora ficam sentados ao longo de algumas quadras do Minhocão foram contratados pelos comerciantes da área, mais o condomínio do meu próprio prédio, que, pelos vistos, estavam muito incomodados por haver pessoas a procurar o abrigo do viaduto gigante que atravessa a cidade. Foi uma falha minha não ter assumido logo que o espaço público está a ser guardado por seguranças privados, que usam a ameaça de coação física para selecionar quem pode usar a rua e de que forma. E falhei também por achar que alguém poderia achar isto mau. Pelo fato, as minhas desculpas. [...]

    ResponderExcluir

Comente aqui...