Ideia: uma versão porno d'A Galinha Pintadinha. Título: O Pinto Malh...

Ideia: uma versão porno d'A Galinha Pintadinha. Título: O Pinto Malhado. #blog

Tinta de Angola

No último relatório Repórteres sem Fronteiras sobre Liberdade de Informação, Portugal aparece em 28º e Angola em 130º. Agora, o fato de o poder económico e político angolano se estar a impor na devastada economia portuguesa leva a que a falta de paciência de alguns angolanos para com uma expressão livre se reflita naqueles que, em Portugal, a dão como garantida.

A editora Tinta-da-China publicou o livro Diamantes de Sangue, do jornalista angolano Rafael Marques, onde este denuncia violações de direitos do povo angolano em benefício dos poderosos; portanto, o jornalista e a editora Bárbara Bulhosa foram processados. Palavras dela:
“Este é um processo político e um processo de intimidação” e resulta numa “pressão sobre todos os editores a quem possam chegar manuscritos sobre questões sensíveis e em que estão envolvidas pessoas com muito poder”, considera.

Escrevi sobre intimidação, brutos e os conselhos do meu avô para lidar com eles em Dezembro. Reafirmo tudo o que disse. Numa sociedade livre, não temos que aturar isto.

Maquiadores, se inscrevam, que nós, roteiristas, já estamos cheios d...

Maquiadores, se inscrevam, que nós, roteiristas, já estamos cheios de ideias legais para a 2a temporada! #desafiodabeleza #blog

Eu sabia que os gatos escondiam alguma coisa! São fofinhos, são? Sã...

Eu sabia que os gatos escondiam alguma coisa! São fofinhos, são? São assassinos fofinhos, isso sim! http://t.co/wofJLWTk #blog

Sobre o que roteiristas conversam

Iniciando a série "Perguntas que todo mundo quer ver respondidas, ou não", copio aqui uma conversa que tive ontem no Facebook com um colega meu, com o qual estou a preparar um projeto.
MEU COLEGA
novidades?

EU
escrevi meu ultimo texto no meu blog em meia hora quando n tinha mais que fazer antes do almoço e já é meu texto mais curtido de sempre, mas acho que vc n quer saber isso

MEU COLEGA
li o começo
sobre o Rio
mas fico feliz q vc goste mais de SP
hahahaha

EU
acho que amanhã poderemos já começar a organizar o trabalho

MEU COLEGA
certo
vou viajar quinta
volto sábado

EU
beleza
onde vais?
para eu ir antes
e fazer xixi

MEU COLEGA
hahahahaaha

EU
ahahah

MEU COLEGA
um primo meu nunca viu o mar
vou com ele pro guarujá
e volto

EU
que bonito isso

MEU COLEGA
só o tempo dele molhar os pés

EU
ahahahah
porra, mano, deixa o homem tomar banho pelo menos, né??

MEU COLEGA
meu
será feriado
eu não gosto de praia com gente

EU
o gajo nunca viu o mar, meu!
deixa ele tomar banho!

MEU COLEGA
já tive q ir no corinthians com ele
já fiz meu sacrifício

EU
vc ja tinha ido no corinthians?

MEU COLEGA
nunca
uma vez fui na quadra da gaviões com uma amiga pra comprar cocaína
mas só isso

EU
então! ee te levou lá! vc n viu o corinthians e foi embora depois de 10 minutos!
vc viu o jogo!

MEU COLEGA
fui no lugar q fica o memorial, no parque são jorge

EU
deixa o cara tomar banho, porra! senao te envergonho na internet. ponho o pessoal que está curtindo meu post todo te condenando

MEU COLEGA
mas não entrei no memorial
me recusei a pagar 8 reais pra ver a história do corinthans
ele entrou, eu fiquei esperando do lado de fora

EU
vc é horrível, insensível e mau

MEU COLEGA
pelo contrário
1a vez dele em SP
e fui com ele em TODOS os lugares
q ele pediu
até no médico, já q ele ficou doente depois de comer na Liberdade

EU
mas que primo é esse?

MEU COLEGA
do MT

EU
mas ele tem algum problema? é tipo cadeirante?

MEU COLEGA
não
ele é veterinário mesmo

EU
ah, então está tudo explicado

MEU COLEGA
ele já fez tudo q queria
só falta o mar

EU
mas que idade ele tem?

MEU COLEGA
25

EU
ele já fez tudo o que queria aos 25?

MEU COLEGA
sim
já está se preparando para o pior
mostrei pra ele todos os programas de doente do discovery home & health

EU
mas ele é doente?

MEU COLEGA
não
quer dizer
tirando a intoxicação alimentar do camarão
ele não tem nada

EU
qual intoxicação alimentar do camarão?

MEU COLEGA
aí já não sei
olha isso
httpv://youtu.be/NiPNlIX8wxc

EU
porque estou vendo uma festa de adolescentes em 1992?

MEU COLEGA
pq a debutante dança freneticamente e usa vestido bufante

EU
mas isso n é nada de mais!

MEU COLEGA
dezenas de comentários nas últimas hora
isso deve ser importante
ah, e a zeze polessa está prestando depoimentos hj na polícia
td indica q a promotoria ira acusá-la de homicídio culposo

EU
n vai dar certo
espera
"td indica"
o que é o tudo que indica?

MEU COLEGA
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/01/policia-apura-conduta-de-zeze-polessa-em-morte-de-motorista-no-rio1.html

EU
nada indica que ela vai ser acusada, meu

MEU COLEGA
hahahahaa
viu isso?
httpv://youtu.be/zWO0RkgmYWI
Seguiu-se uma troca de comentários sobre questões de Direito Internacional Privado, em que o meu colega queria saber por que lei seria julgado se gravasse no Qatar um vídeo de insultos à Preta Gil e o subisse para um servidor na Malásia. Espero que tenham gostado.

SP vs. RJ

SP-RJ

A verdade resumida é que eu gosto de São Paulo e o Rio de Janeiro não me seduz assim tanto.

Eu até consigo curtir o Rio e estar lá bem. Mas, depois de alguns dias, dá-me logo a vontade de voltar. Não consigo ficar muito tempo. Aquilo pode ser maravilhoso, mas não é para mim.

Às vezes, perguntam-me porquê. Às vezes, eu próprio me pergunto porquê. Como é que um gajo passa de crescer no campo até morar no centro da 4a maior área metropolitana do mundo? E porque é que ele não se sente adequado quando deixa esse ninho de cimento e vai até uma cidade com uma paisagem miraculosa, rodeada por morros verdíssimos, com uma das orlas costeiras mais conhecidas do planeta e alegria carimbada à nascença em qualquer criança que lá nasce?

Poderia ser porque eu nunca fui muito de praia e em qualquer rua do Rio de Janeiro eu tenho a impressão que estou em Vila Praia de Âncora. Uma Vila Praia de Âncora com 6 milhões de pessoas, mas, ainda assim, uma Vila Praia de Âncora, semeada de lojas de toalhas de praia, calções de praia, bronzeadores de praia e óculos escuros dos chineses de praia.

Curiosamente, tenho um amigo de Vila Praia de Âncora que mora no Rio de Janeiro. Ele parece-me bastante bem lá, o que só prova o meu argumento.

Poderia ser porque me faz falta um pouquinho de depressão nas pessoas à minha volta. Essa depressão desobriga-me de me comportar de um determinado modo. E no Rio de Janeiro eu sinto sempre que tenho a obrigação de sorrir e de estar animado e zen. Ora, eu não quero sorrir e estar animado e zen. Eu quero estar mal humorado e só fazer pausas para me rir inapropriada e negramente das pessoas. Este é o meu segredo escuro, por isso não o contem a ninguém.

Num monólogo para um programa que não deu certo (quem sabe por causa do próprio monólogo), defendi uma tese que me saiu meio que de improviso, mas da qual cada vez me convenço mais: o Rio de Janeiro é como maconha. É leve, convivial, encantatório. Mas São Paulo é como uma droga dura. Pode destruir-nos lentamente, mas não nos conseguimos livrar dela.

E é assim que chegamos à prova fenomenológica definitiva de que eu, português de Monção, passado por Coimbra e Lisboa, sou uma pessoa de São Paulo. É que, entre Adoniran Barbosa, poeta da rua paulistana, e Cartola, bardo do amor carioca, prefiro Adoniran. Fico feliz por morar num mundo que nos deu os dois, Cartola cantando "Acontece" comove-me, sinto-me esmagado pela humanidade na sua música. Mas uma diferença é chave para mim: se recusado por uma mulher, Cartola escreveria uma melopeia sobre o amor mal correspondido que se tornaria imediatamente um património da condição humana. Já Adoniran era malandreco, tortuoso e com defeitos. Quando teve os seus avanços recusados por uma morena num salão de bilhar na São João (onde eu moro), perguntou-lhe o nome. Ela respondeu "Iracema". E ele disse "Iracema... eu vou te matar!". E então ele fez um samba em que uma mulher chamada Iracema atravessa a São João em contramão... e é atropelada.

httpv://www.youtube.com/watch?v=NM7xM_rIFls

Entre o poeta que chora e o poeta que mata, prefiro o segundo. Entre a cidade que dança e a cidade que mata, prefiro a segunda. E eu não imponho esse argumento a ninguém, mas eu não abdico dele.

Fresh Prince do Google

httpv://www.youtube.com/watch?v=LMkJuDVJdTw
Este vídeo do cdza é fabuloso - como todos costumam ser, aliás -, mas lembrou-me de que, há 5 anos, eu já provava que o Google Translate é uma conspiração governamental.
A tradução
O que acontece se disser que o Governo não presta e traduzir sucessivamente no Google para inglês, francês, alemão, inglês, coreano, inglês, chinês, inglês, japonês, inglês, árabe, inglês e português?

Quando chamado, eo nosso governo não só foram traduzidos para o inglês, francês, alemão, inglês, coreano, inglês, chinês, coreano, japonês, inglês, árabe, inglês e português.

As línguas ficam, mas perde-se o "o Governo não presta". É por estas e por outras que não acredito nas relações internacionais.

Retratação

Fui injusto para Haddad. Aparentemente, ele ter tomado posse no 1 de Janeiro e, mais ou menos pelo mesmo dia, os sem abrigo à frente da minha casa terem desaparecido foi mesmo uma coincidência. Foi uma falha minha não ter percebido logo que os "seguranças" de cacetete que agora ficam sentados ao longo de algumas quadras do Minhocão foram contratados pelos comerciantes da área, mais o condomínio do meu próprio prédio, que, pelos vistos, estavam muito incomodados por haver pessoas a procurar o abrigo do viaduto gigante que atravessa a cidade. Foi uma falha minha não ter assumido logo que o espaço público está a ser guardado por seguranças privados, que usam a coação física para selecionar quem pode usar a rua e de que forma. E falhei também por pensar que alguém poderia achar isto mau. Pelo fato, as minhas desculpas.

Voltar a São Paulo: as novidades

Haddad tomou posse, substituindo Kassab na prefeitura de São Paulo. Segundo as notícias, ele vai ter de subir os transportes 30 centavos, porque o Kassab não fez a atualização que deveria ter feito o ano passado. O fato de ter havido eleições no ano passado não é pura coincidência.

Cheguei ontem e reparei que não há mais sem-abrigo a dormir por baixo do Minhocão. Mas, aqui e ali, há uns tipos sentados em cadeiras de praia. Perguntei ao porteiro do meu prédio se ele sabia o que tinha acontecido. Os sem-abrigo foram postos a andar ontem ou anteontem. Provavelmente, meteram-nos num ônibus e levaram-nos para Interlagos. Já não seria a primeira vez. A diferença é os tipos nas cadeiras, que agora estão lá para fiscalizar que mais ninguém se venha abrigar por baixo do viaduto. O fato de o candidato que ganhou as eleições ter tomado posse no 1 de Janeiro também não é pura coincidência.

2013?

Que uso se pode dar a esta complicação chamada tempo?

O calendário juliano foi implementado em 46 e vigorou durante 1536 anos.

Enquanto ele organizava as datas do Império Romano e da Cristandade, os árabes entraram na Península Ibérica (711). Até à inclusão do Algarve (1249), Portugal, em todo ou em parte, foi árabe.

Foram 538 anos.

Claro que, na época, Portugal seguiu o calendário islâmico e, segundo este, a ocupação terá durado uns 554 anos. Mas, para facilitar, digamos 538 anos.

O que são 538 anos?

Há 538 anos, Portugal ainda não tinha chegado à Índia, ao Brasil, ao Cabo da Boa Esperança. Nem a linha do Equador tínhamos passado ainda. Os tupis do Brasil ainda não tinham conhecido capitanias, bandeirantes, o Deus católico, europeus ou pão de queijo.

O calendário juliano foi substituído pelo gregoriano em 1582.

Isto foi há 431 anos.

O que significa que o calendário que todo o mundo hoje segue está em vigor há menos tempo do que o tempo que Portugal foi árabe.

Segundo o calendário juliano, hoje estaríamos ainda no dia 19 de Dezembro de 2012.

Ou seja, festejar o ano novo não é celebrar bem uma "coisa" ou um "fato".

Festejar o ano novo é celebrar um fait-divers que decorre do sistema que o papa Gregório III e académicos como Christopher Clavius ou Luigi Giglio impuseram em 1582.

O ano novo só é celebrado em todo o mundo porque a colonização europeia levou o calendário gregoriano a todo o mundo. Como a ocupação árabe, por seu lado, trouxera o calendário islâmico para a Península Ibérica.

Hoje, os tupis estão quase extintos e o Brasil tem europeus e pão de queijo. Portugal, por seu lado, já não tem nem um átomo do ouro que ganhou durante os Descobrimentos.

Mas, pelo menos, todos sabemos quando chegamos atrasados.

Este texto teve o apoio do Calendar Converter.