O poema

Sim, eu perdi. A partir de Manuel de Freitas, Jorge Melícias e João Luís Barreto Guimarães.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui...